Juro Composto

No regime de juro composto, os juros gerados a cada período são incorporados ao principal para o cálculo dos juros do período seguinte. É o mais comum no sistema financeiro. Fórmmula:

    \[ M=P.\left ( 1+i \right )^{n} \]

Onde:

M= montante;
P= valor principal;
i= taxa de juros 1
n= número de períodos.

Por exemplo:

Qual o juro obtido em uma aplicação de R$100,00 a uma taxa de juros composto de 5% ao mês durante 10 meses?

    \[ M=100.(1+0,05)^{10}=162,89 \]

Para saber o valor de juros, você deve subtrair o

    \[ J=M-P \]

Na HP12c:

PV = 100
i = 1,05
n = 10
FV = montante ao final do período

então digite:

100 CHS PV 1,05 i 10 n FV

  1. Sempre expressa em percentual (x/100) e na mesma unidade do período. Por exemplo: se a periodicidade é mensal, a taxa deve ser mensal, se a periodicidade é anual, a taxa deve ser anual. Ver também taxa de juro nominal e efetiva sobre como transformar taxas anuais em mensais e vice-versa.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*